Quem Somos

E Preciso Conhecer A História Para Não Repetir Os Erros! Nosso Objetivo é Deixar Um País Melhor Para As Futuras Gerações! Muitos Acham Que Deveríamos Devolver O Brasil Aos Índios e Que Tudo é Culpa de Portugal PURA MENTIRA PARA MANTER O DOMÍNIO SOB O POVO E DEIXÁ-LO SEM ESPERANÇA! NÓS PODEMOS MUDAR ISSO! Nossos Peitos e Nossos Braços São Muralhas do BRASIL! Junte-se a Nós!

Procuramos Colaboradores

Somos Uma Entidade Sem Fins Lucrativos Para Levar A Nossa História Oculta As Massas! Professores de História e Pesquisadores São Bem-vindos A Colaborar Desde Que Consulte Documentos Primários e Autores Isentos de Confiança Caso Seja o Seu Caso Entre Em Contato Conosco! Precisamos de Colaboradores Para Novos Artigos Para Incrementar Nosso Acervo!

Doe e Participe

Não Temos Ajuda Ou Vínculos Com Partidos Políticos ou Fundos Governamentais Nossa Página, Folhetos, Ilustrações, Palestras, Visitas a Instituições de Caridade, Participações em Manifestações e Etc São Feitas Gratuitamente! Caso Queira Nos Ajudar Fazendo Doações, Pagando Por Folhetos ou Mesmo Divulgando Nosso Trabalho Entre Em Contato!

José Bonifácio de Andrada e Silva conhecido como patriarca da independência hoje é quase figura esquecida da maioria da população mesmo nos museus do Rio por exemplo, a parte dedicada a esta pessoa tão impar no processo de nossa independência que teria o mesmo papel de qualquer fundador de uma nação mais ao norte. Qualquer adulto na faixa dos 35 anos conhece mais sobre os pais fundadores desta nação ao norte por desenhos animados do que propriamente os nossos! Somos igualmente bombardeados por documentários históricos extrangeiros todos os dias!

Se você pensa que a escravidão era um problema que foi tratado de forma tardia esta redondamente enganado era um assunto a ser tratado desde nossa independência em 1822 e esta ocorreu de forma gradual para evitar inclusive uma guerra civíl bem como a fragmentação de nosso vasto território em pequenas republiquetas sem expressão.


Nota: Esta sendo produzido um documentário independente sobre Jose Bonifácio você pode conferir e colaborar em: http://ofundadordobrasil.com.br

Confira abaixo o texto de uma carta de Bonifácio à Assembleia Constituinte e Geral do Brasil:

"Eu também sou cristão e filantropo; e Deus me anima para ousar levantar a minha fraca voz no meio desta augusta Assembléia a favor da causa da justiça, e ainda da sã política, causa mais nobre e santa, que pode animar corações generosos e humanos. Legisladores, não temais os urros do sórdido interesse: cumpre progredir sem pavor na carreira da justiça e da regeneração política;mas todavia cumpre que sejamos precavidos e prudentes. Se o antigo despotismo foi insensível a tudo, assim lhe convinha ser por utilidade a própria: queria que fôssemos um povo mesclado e heterogêneo, sem nacionalidade, e sem irmandade, para melhor nos escravizar.

Graças aos céus, e à nossa posição geográfica, já somos um povo livre e independente. Mas como poderá haver uma Constituição liberal e duradoura em um país continuamente habitado por uma multidão imensa de escravos brutais e inimigos? Comecemos pois desde já essa grande obra pela expiação de nossos crimes e pecados velhos.

Sim, não se trata somente de sermos justos, devemos ser penitentes, devemos mostrar a face de Deus e dos outros homens que nos arrependemos de tudo o que nesta parte temos obrado há séculos contra a justiça e contra a religião, que nos bradam acordes que não façamos aos outros o que queremos que não nos façam a nós.

É preciso pois que cessem de uma vez os roubos, incêndios, e guerras que fomentamos entre os selvagens da África. É preciso que não venham mais a nossos portos milhares e milhares de negros, que morriam abafados no porão dos nossos navios, mais apinhados que fardos de fazenda: é preciso que cessem de uma vez todas essas mortes e martírios sem conta, com que flagelávamos e flagelamos ainda esses desgraçados em nosso próprio território.

É tempo pois, e mais que tempo, que acabemos um tráfico tão bárbaro e carniceiro; é tempo que vamos acabando gradualmente até os últimos vestígios da escravidão entre nós, para que venhamos a formar em poucas gerações uma nação homogênea, sem o que nunca seremos verdadeiramente livres, respeitáveis e felizes.

É da maior necessidade ir acabando para tanta heterogeneidade física e civil; cuidemos pois desde já em combinar sabiamente tantos elementos discordes e contrários, e em amalgamar tantos metais diversos, para que saia um todo homogêneo e compacto, que não se esfarele ao pequeno toque de qualquer nova convulsão política. Mas que ciência química, e que desteridade não são precisas aos operadores de tão grande e difícil manipulação? Sejamos pois sábios e prudentes, porém constantes sempre."


BONIFÁCIO, José. Representação à Assembleia Constituinte e Geral do Brasil. Disponível em: http://www.brasiliana.usp.br/handle/1918/01688900#page/1/mode/1up . Acesso em: 25 dez. 2015. Pagínas 6 e 7

Subir